sábado, 18 de abril de 2015

Bandeira

Tua bunda é minha bandeira
Que se move por inteira
Com o vento dos meus sonhos

Teu amor é trincheira
Que se chega quando venta
Com o cheiro do teu ânus

Essas bandas que recheiam
O lado esquerdo e o direito
Do meu coração
São a fonte que alimentam
A flor do pensamento
Minha mente em botão

Nenhum comentário:

Postar um comentário